Wes Anderson

Quem me conhece sabe que sou uma cinéfila convicta, não passo uma semana sem ir ao cinema ou assistir um filme em DVD. Gosto de cinema desde que me entendo por gente, é o tipo de coisa inexplicável, que você ama e ponto. E, sem dúvidas, parte dessa minha paixão pela sétima arte é por causa de alguns diretores que, de certa forma, me “acompanham” desde pequena. Por isso resolvi criar essa categoria nova, para falar dos meus diretores favoritos (afinal, não é só de fotografia e resenhas que vive o blog! rs).

Eu poderia começar essa categoria nova falando sobre o Tim Burton, afinal é dele a maioria dos filmes que marcaram minha infância, como Beetlejuice e Edward Scissorhands, só para citar alguns. Mas preferi começar por outro diretor, mais adulto.

Impossível falar de cinema e não mencionar o Wes Anderson. Ele é mais conhecido no cinema alternativo (detesto rótulos, mas a intenção é dizer que Wes não é um diretor de “massas”, como o Steven Spielberg – não estou criticando-o, mas é que os filmes do Wes são mais intimistas, mais reflexivos; ele é mais comparável aos irmãos Coen, por exemplo), e quase sempre os mesmos atores estão em seus filmes, como já mencionei em outro post aqui. Bill Murray, Owen Wilson, Luke Wilson, Willem Dafoe, Anjelica Huston, entre outros.

Anderson já dirigiu seis filmes, todos com características semelhantes entre si. O primeiro, Bottle Rocket (em português, Pura Adrenalina (?) – de vez em quando passa na HBO/Cinemax), depois Rushmore, traduzido em português como Três é demais, The Royal Tenenbaums (definitivamente, esse filme lançou sua carreira – por causa dele que virei fã), The Life Aquatic (ou A vida marinha com Steve Zissou), The Darjeeling Limited (O Expresso Darjeeling), e por último Fantastic Mr. Fox (O fantástico Sr. Raposo).

Acho que uma das características mais marcantes em sua obra, além dos atores comuns em quase todos seus filmes, é a preocupação com os detalhes e as carcaterizações nos sets de filmagem. Parece que foi tudo milimetricamente pensado e elaborado, o que faz com que cada filme seja lindo de se assistir. É tudo recheado de detalhe. E é o que dá mais graça ainda. De certa maneira, acho que a gente pode dizer que seus filmes têm um ar vintage, no melhor sentido da palavra. Cada cena é traduzida em poesia, que enche os olhos do espectador com alegria.

Seus personagens são um tanto problemáticos, sempre em conflito com o ‘eu’ de cada um. E um milhão de coisas acontecem com cada personagem em um mesmo filme, o que difere muito da maioria dos filmes de Hollywood. Fica difícil dizer quem é o protagonista ou o antagonista (na maioria das vezes, o antagonista de um personagem é ele mesmo).

Mas o que chama mais atenção mesmo é a trilha sonora. Cada uma melhor que a outra, diga-se de passagem. Sempre misturada com músicas de rock antigo (que eu amo!), como Beach Boys, Kinks, John Lennon, David Bowie, entre outros, e músicas instrumentais, compostas especialmente para cada filme (na maioria das vezes, por Mark Mothersbaugh, músico, compositor, cantor e fundador da banda de new wave Devo).

ps: Para os que curtem música brasileira, não deixem de assistir, em especial, A vida marinha com Steve Zissou. Seu Jorge participa do filme atuando e na trilha sonora! Foi lançado, inclusive, um segundo álbum para a trilha sonora, somente com ele cantando. Recomendo, é muito bom!

Anúncios

2 comentários a “Wes Anderson

  1. Viva Wes Anderson! :)
    Faltou dizer q os personagens dele são “sujinhos” e usam a mesma roupa o filme inteiro… hehehe.
    Adorei o post! ^^

    Beijoo =***

  2. Oi Juliana,
    Adorei este post sobre o Wes Anderson, ótima introdução pra quem não conhece ainda. Sabe que eu nunca vi o Bottle Rocket? Será que existe em DVD, talvez só em VHS mesmo, né… Uma coisa que eu também gosto muito dos filmes dele, é que ele gosta de retratar a relação entre irmãos. Na minha família somos 3 mulheres, me identifico muito com os personagens(em The Darjeeling Limited, então, nem se fala).

    Beijos

    Marta

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s