Uma história de amor

Aqui em casa somos todos loucos por cachorros. Minha mãe, meu pai, eu, e até o namorado se rendeu ao charme canino!

O engraçado é que só fui ter um cachorro pela primeira vez quando tinha 15 anos. Minha mãe dizia que era melhor não termos, afinal, morávamos em um apartamento pequeno e quem acabaria cuidando do bichinho seria ela, já que eu passava quase o dia inteiro na escola. Até que a beagle do nosso antigo vizinho deu cria e ele me deu um filhotinho de presente de aniversário de 15 anos. Meu sonho era ter um cachorro para chamar de Tobias. Tudo culpa da propaganda da Brastemp que tinha um (lindo!) bulldog inglês com esse nome. Mas depois de três dias em casa ele começou a passar mal e acabou morrendo. Sofri horrores, era a primeira vez que perdia um bichinho de estimação. Mas logo depois nosso vizinho trouxe todos os filhotes da beagle que tinham ficado no sítio dele, e pediu para minha mãe ajudá-lo com a medicação dos filhotes, pois eles estavam muito doentes. Foi aí que a Sofia entrou de vez em nossas vidas.

No início ela escondeu de mim, afinal sabia que eu iria insistir para ela pegar outro filhote. Mas não teve jeito, foi ela quem escolheu minha mãe. Nosso vizinho aproveitou um momento em que minha mãe a pegou no colo e disse que era dela e ponto. Sem mais discussões! Ele queria que ela fosse nossa pois sabia que cuidaríamos bem dela.

Acabamos mudando de bairro, fomos para um apartamento maior, Sofia cresceu, mas alguns hábitos permaneceram intactos. Minha mãe fazia questão de levá-la para tomar banho na mesma pet shop que ela estava acostumada desde bebê. Foi em uma ocasião como esta que mais um Tobias entrou em nossas vidas. Não vou citar nomes, mas a filha de uma atriz famosa (e que está na novela das 8, Viver a vida) tinha comprado ele na mesma pet shop, com vários brinquedos, cama, bolsa para carregar, enfim… ela gastou uma pequena fortuna com o filhote! Mas depois de uma semana ela desistiu dele. Simples assim, como uma calça que não serve mais, um móvel antigo, um objeto descartável. Ela ofereceu para minha mãe, mas ela negou na hora. Não tinha como ter dois cachorros em um apartamento! Mas ela cismou que só daria o filhote de shih tzu, até então com o nome de , para a moça de azul (aka minha mãe). Deixou número de telefone e nome, e quando minha mãe voltou para buscar Sofia do banho, uma das funcionárias deu o papel com os dados da moça para ela.

Ela voltou para casa, comentou com todos, ligou para o veterinário, e, até que, depois de muito pensar (e de terem feito a cabeça dela) decidiu pegar o filhote. Tobias era uma bola de pêlo, mal conseguíamos ver seus pequenos olhos, e ainda estava com uma baita alergia! A antiga dona usava incensos em casa, por isso a alergia. Ela inclusive mandou ele de carro com motorista até aqui em casa! Vê se pode?

Mas o mais surreal disso tudo é que o Tobias e minha mãe faziam aniversário no mesmo dia!

Seis anos se passaram até que adotamos mais um cachorro. Só fui conhecê-lo sábado, pois estava viajando quando meus pais o adotaram. Como não sabemos o nome que ele tinha, chamamos ele de Theo. Também não sabemos quando ele nasceu, mas o veterinário disse que ele deve ter perto de 3 anos. Mas a verdade é que ele tem uma história um tanto triste. Sua antiga dona morreu, uma pessoa pegou todos os filhotes para cuidar temporariamente, mas aí que os problemas surgiram. Ele ficava preso em uma jaula dentro de um quarto escuro, só saía para comer e fazer suas necessidades. Seu pêlo estava muito embaraçado, cheio de nós, então tiveram que tosá-lo. Mas aí a pessoa que decidira ficar com ele não quis mais. Disse que o cachorro era feio daquele jeito. Levou ele em uma pet shop, oferecendo o bichinho, caso contrário levaria na SUIPA. Minha mãe estava lá na hora, tinha ido comprar sapatos para o Tobias, e imediatamente se derreteu pelo bichinho. Decidiu pegar, pois é de partir o coração o que ocorre na SUIPA. Muitos animais (muitos mesmos, mal tem espaço para todos) lotam o terreno, seria uma pena deixar mais um por lá. Sendo assim, íamos ficar somente até achar um lar definitivo para ele. Mas novamente não resistimos e ficamos de vez com ele! Ele ainda é assustado, aos poucos está se acostumando com todos aqui em casa. Sofia o aceitou bem, mas o Tobias ainda não. Por ser macho, eu acho. Mas aos poucos já dá sinais de que em breve serão ótimos irmãos! ;D

Anúncios

6 comentários a “Uma história de amor

  1. Vc já é uma escritora e em breve se tornará uma fotógrafa tb. Sinto muito orgulho de vc. Parabéns minha linda. Valeu todo o esfrço de todos nós até aqui. Acho que sua veia profissional tvz esteja surgindo. Vc tem meu apoio total. Parabéns de novo. :):):):):)
    Bjs, Pai

  2. Pingback: Um (pequeno) desabafo « Almond blossoms

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s